30.4.10

Um bom lugar pra ler

Queria estar em um desses lugares ou esses!

23.4.10

ૐ namastê ૐ

12.4.10

Ideologia

Cazuza / Frejat

Meu partido
É um coração partido
E as ilusões
Estão todas perdidas
Os meus sonhos
Foram todos vendidos
Tão barato
Que eu nem acredito
Ah! eu nem acredito...
Que aquele garoto
Que ia mudar o mundo
Mudar o mundo
Frequenta agora
As festas do "Grand Monde"...
Meus heróis
Morreram de overdose
Meus inimigos
Estão no poder
Ideologia!
Eu quero uma prá viver
Ideologia!
Eu quero uma prá viver...
O meu prazer
Agora é risco de vida
Meu sex and drugs
Não tem nenhum rock 'n' roll
Eu vou pagar
A conta do analista
Prá nunca mais
Ter que saber
Quem eu sou
Ah! saber quem eu sou..
Pois aquele garoto
Que ia mudar o mundo
Mudar o mundo
Agora assiste a tudo
Em cima do muro
Em cima do muro...É um coração partido
E as ilusões
Estão todas perdidas
Os meus sonhos
Foram todos vendidos
Tão barato
Que eu nem acredito
Ah! eu nem acredito...

4.4.10

Saindo do armário...

via @ninarocha_ "cada país tem o Ricky Martin que merece." Sobre o Netinho de "ô miiila-aaa".

Páscoa de harmonia...


Será coisa de sagitariano?

Olga Borelli, sobre Clarice Lispector...

"Clarice atravessava períodos de grande dinamismo: punha-se a fazer ginástica, exercitava-se numa bicicleta ergométrica, passava cremes no rosto, perfumava-se muito. Tomava suco de laranja, de melão ou de morango, dispensando os refrigerantes. E sonhava em viajar.
Ligava para as agências de turismo, marcava entrevista, idealizava roteiros e devaneava dias e dias sobre os lugares que visitaria: contemplava paisagens, ouvia o zumbido dos insetos nas tardes ensolaradas do verão da Itália; ou ficava em êxtase, vendo a neve cair e transformar com tons violáceos os que antes tremulava no amarelo-ouro do outono europeu. Via elevar-se a fumaça das chaminés e ouvia a chuva cair pesadamente nos telhados e rolar pedras da rua. Caminhava delicadamente pelos floridos jardins de Ronsengarten, na Suíça, a caminho do museu com obras de Paul Klee...
Tudo era tão real que, de repente, nada restava para ser visto ou vivido; sobrevinha-lhe uma inelutável preguiça ante a perspectiva de pôr seus sonhos em prática. Exausta, cancelava a viagem."

2.4.10

Ô inocência...

31.3.10

Que mulher!



Tô terminando, depois de uma longo verão, a biografia da Clarice. Cara, que mulher era essa? Personalidade daquelas que não se faz hoje em dia. Conheço poucas. Talvez uma ou duas...
Confesso que o início é bem chato e até pensei em desistir. Cheguei a pular páginas e capítulos inteiros. Coisa que detesto fazer. Mas de repente, começa a ficar bom e me sinto meio amiga de Clarice.

#valeler

Silêncio...

Nossa, faz tempo que não venho aqui. Sem muito o que dizer. 3 meses de pura bestialidade na tv brasileira e eu caí nessa, mais uma vez. Última. Prometo.
Agora vem copa do mundo e o Brasil vai passar batido por 2010. Só tolices...

Também ando sem saco pra twitter e afins. Já foi mais divertido, o mundo virtual.

Vou tentar vir outras vezes, ok?

8.2.10

29.1.10

Canção do Swami Ram Tirtha

(santo indiano do século XIX)


Ninguém pode me abater, quem vai me ferir?
O mundo se afasta para dar lugar a mim
Cheguei, luz fulgurante, as sombras vão fugir
Ó oceano, divida-se agora
Ou seque, queime, evapore e vá embora

Ninguém pode ma abater, quem vai me ferir?
Cuidado, ó montanhas, saiam do caminho
Ou serão abaladas e derrubadas hoje
Amigos, conselheiros, não percam o seu tempo
Sigam minhas ordens, destruam a morte

Ninguém pode me abater, quem vai me ferir?
Cavalgo a tempestade montado no vento
Minha arma é o raio e meu tiro é certeiro
Eu sou um caçador que caça e que devora
As matas, montanhas, a terra e o mar

Ninguém pode me abater, quem vai me ferir?
Atrelo a carruagem destinos e deuses
Na voz do trovão eu proclamo a todos
Soprem ó ventos, ressoem trombetas
Liberdade! Liberdade! Liberdade! Om!

14.1.10

Atenção ao consumo, por favor!!

10.1.10

O futuro é agora!

Porque as mulheres ficam sozinhas...

video

27.12.09

Um alento pra saudade...

"Cada vez que el desaliento se abata sobre ti, recuerda que no es más que la sombra de la mano de la Madre Divina extendida para acariciarte. No lo olvides. En ocasiones, cuando la Madre va a prodigarte una caricia, su mano proyecta una sombra antes de tocarte. Así pues, en el momento en que se te presenten dificultades, no pienses que Ella te está castigando. Existe una bendición [oculta] en la sombra de su mano que se extiende para acercarte más a Ella."

- Paramahansa Yogananda (El Viaje a La Iluminación)

12.12.09

- preciso voltar a acreditar -

5.12.09

15.11.09

Um lugar

Não consigo me concentrar. Fico o tempo todo buscando um lugar pra estudar. Mudo as coisas de lugar, mudo o lugar de ler, mudo os livros, estantes, prateleiras, pufes. Sempre acho que deve haver um ambiente favorável, mas nada me agrada.
Queria uma atmosfera de biblioteca, com cheiro de madeira, de madeira escura, abajur verde, poltrona de couro, uma lareira, vista pro orvalho caindo, um tapete com cães aconchegados, pé direito bem alto, tábua corrida...

8.11.09

Domingo. Calor. Vida feliz.

Estamos aqui fazendo um churrasquinho de vegetais, tomando uma cervejinha, Madeleine Peyroux ao fundo. Os cachorros deitadinhos em volta. O chuveirão pra refrescar. Um amor pra abraçar. Definitivamente, a felicidade está nas coisas mais simples.
...queria trazer o mundo pra esse momento...

2.11.09



"Não leve as experiências da vida tão a sério. Não deixe principalmente que elas o magoem, pois na realidade, nada mais são do que experiências de sonho... Se as circunstâncias forem ruins e você precisar suportá-las, não faça delas uma parte de você mesmo. Desempenhe o seu papel no palco da vida, mas nunca esqueça de que se trata apenas de um papel. O que você perder no mundo não será uma perda para sua alma. Confie em Deus e destrua o medo, que paralisa todos os esforços para ser bem sucedido e atrai exatamente aquilo que você receia."

- Paramahansa Yogananda

30.10.09

Ever New Joy!

Ontem estava indo para a palestra que os Monges da Self vieram dar para quem vai trabalhar como voluntário na Convenção e, subitamente, tomei a decisão de me manter alegre, constantemente. A idéia é não me abalar com as intempéries da vida. Não é estar alienada ou fingindo que elas não acontecem. É ter a visão das coisas, fazer o melhor diante dos acontecimentos, fazer o que puder para ajudar, se for preciso, mas sempre, todo o tempo, com alegria.
Acho que a vida vai ficar ainda mais fácil assim!
:)

28.10.09

Meu twitter!

Vi aqui e achei maneirinho!